=‘•..•’= O Gato se esconde atrás de sua ferocidade para se proteger...mas se observarmos com o coração podemos decifrar sua real personalidade e perceber a doçura que se esconde profundamente em teu olhar =‘•..•’=...by VGitana Bastet

⇩Postagens

⇩Postagens

10 dicas para encontrar um gato perdido


Apesar de toda a informação que existe hoje na internet sobre a criação de gatos indoor – sem acesso à rua – ainda existem muitas pessoas que permitem que seus gatos dêem as famosas “voltinhas”. Acreditando que eles sempre retornarão para casa, muitas pessoas acabam perdendo-os. Ao contrário do que se imagina, gatos se perdem sim, ainda mais se for um gato que está acostumado a estar dentro de casa, no primeiro contato que terá com a rua, é bem possível que não consiga achar o caminho de volta.

Além disso, muitos outros motivos podem fazer um gato não voltar pra casa. Ele pode ter se machucado ou sofrido algum acidente, por exemplo, e estar assustado entocado em algum lugar, com medo de sair. Outra possibilidade é alguém tê-lo pego, e isso diminuirá muito as suas chances de encontrá-lo.

Mesmo quem cria seus gatos somente dentro de casa corre esse risco, infelizmente. Por um momento de descuido, seu ou até por parte de outras pessoas, um gato pode escapar e se perder, e é aí que começa o pesadelo. O sentimento de ter um gato perdido por aí, provavelmente assustado, sem comida e sem saber pra onde ir tira o sono de qualquer um.

Então, reunimos aqui algumas dicas que podem ajudar a encontrar um gato perdido. Mas lembre-se, a melhor forma de evitar que esse tipo de coisa aconteça é impedindo seu gato de ir à rua, telando as janelas e quintais. E tão importante quanto: Colocar nele uma coleira com plaquinha de identificação, com nome e telefone de contato.

1- Pode parecer óbvio, mas cheque nos lugares mais inusitados dentro de casa. Dentro do guarda-roupa, embaixo da cama (e até em buracos secretos que eles podem fazer nos estofados), no sofá, atrás de móveis e até de portas. Certa vez, meu primeiro gato, o Oliver, desapareceu. Procuramos em todos os lugares possíveis, até na rua. Fomos encontrá-lo atrás da porta de entrada da casa, que estava aberta e com um peso de porta segurando-a, impedindo que ele saísse ao ouvir nossos chamados. Só descobrimos quando fomos fechar a porta para dormir, depois de um dia inteiro de buscas.

2- Ligue ou vá até as clínicas veterinárias mais próximas, e pergunte se algum gatinho como o seu foi levado até lá. Muitas pessoas, ao encontrarem um animal perdido, levam direto à clínicas veterinárias. Ou, caso ele tenha sofrido algum acidente, alguém pode tê-lo levado pra lá também.

3- Poste foto e informações de contato nas redes sociais, divulgue para seus amigos e peça para eles divulgarem também. Existem grupos locais de busca de animais perdidos, procure e divulgue também em grandes páginas. Quanto mais detalhada for a foto e quanto mais rápido for o seu pedido de ajuda, maiores são as chances do seu gatinho ser encontrado.

4- Caminhe pela vizinhança chamando o nome do seu gato, leve petiscos e ração, que façam sons que ele está acostumado a responder. Mesmo que seja de dia, leve uma lanterna para iluminar cantos escuros, como buracos, embaixo de carros e bueiros. Um gato assustado ou machucado tende a se entocar e a não responder aos chamados, pois está assustado. Por isso, chame-o bastante pelo nome enquanto caminha, e fique atento a possíveis sons que ele possa fazer que possam te ajudar a localizá-lo. Olhe sempre para cima e para baixo. Em cima de árvores, embaixo de carros e arbustos, etc.
4- Como dito anteriormente, um gato machucado ou assustado pode não responder aos seus chamados, por isso, faça a mesma coisa à noite, pois é nesse horário que eles estão mais atentos e podem responder melhor aos chamados. Não desista, repita a busca diariamente, ele pode estar por perto mas muito assustado, e com a frequência das suas buscas, ele acabará respondendo uma hora ou outra.

5- Pergunte à pessoas que trabalham na rua, como lixeiros, carteiros, donos de bancas de jornais… Tenha sempre uma foto para mostrar e um cartãozinho com seu contato para que te liguem caso o localizem. Bata também na porta dos vizinhos e peça para que verifiquem em suas casas, pois o gato pode ter pulado o muro e ficado preso no quintal vizinho.

6- Imprima cartazes e cole pela vizinhança, coloque alguns também em caixinhas de correio. Se possível, ofereça uma recompensa, o que pode ajudar a deixar as pessoas mais atentas.

7- Busque em abrigos de animais da sua área, mande fotos ou vá pessoalmente até lá verificar se por acaso seu gatinho não acabou sendo resgatado e encaminhado para lá. Com a força da proteção animai crescendo a cada dia, muitas pessoas têm resgatado e encaminhado animais à abrigos ou à Lares Temporários, para que possam ser adotados.

8- Se você se mudou recentemente, procure no seu endereço antigo e deixe cartazes por perto também. Muitos gatos, após se mudarem para uma nova casa, acabam fugindo para o endereço antigo, onde estavam acostumados a morar.

9- Deixe comida e algum objeto dele, como uma caminha que ele goste, na entrada de casa, e fique atento aos barulhos durante a noite.

10- Não perca as esperanças! Sabemos que é uma situação muito difícil e dolorosa, mas por mais difícil que possa parecer, existem muitos casos em que mesmo depois de meses o gato acaba retornando. Claro que muita coisa ruim pode acontecer nas ruas, mas ele também pode ter a sorte de encontrar alguém de bom coração que vai abrigá-lo e cuidar dele até que você fique sabendo e possa buscá-lo.

Mas, como é sempre melhor prevenir do que remediar, assim que ele voltar pra casa, promete que você vai colocar uma plaquinha de identificação na coleira dele com seu telefone de contato?
Ou quem sabe até colocar um chip, para que ele possa ser identificado e devolvido caso alguém o leve ao veterinário.

Boa sorte!

Fonte: Cat Club

2017

2017