=‘•..•’= O Gato se esconde atrás de sua ferocidade para se proteger...mas se observarmos com o coração podemos decifrar sua real personalidade e perceber a doçura que se esconde profundamente em teu olhar =‘•..•’=...by VGitana Bastet

⇩Postagens

⇩Postagens

10 coisas que seu gato odeia sobre a caixa de areia




Os gatos têm todo um ritual importante para ir ao banheiro: eles cheiram a areia, sobem na caixa devagar, escolhem um lugar, cavam, cavam, cavam mais um pouco, escolhem uma posição, fazem as necessidades, escondem, cheiram, saem da caixa, cheiram de novo e vão se limpar.

Para eles é muito importante esconder as fezes e urina pois elas têm cheiro forte e podem atrair predadores. Esse é mais um comportamento natural que deve ser respeitado e incentivado para se ter um gato saudável mental e fisicamente. Muitos dos problemas de necessidade fora do lugar podem ser evitados só com o arranjo correto da caixa de areia.

Sempre que estiver na dúvida, lembre-se do ritual da caixa de areia e observe se está oferece ao gato tudo que ele precisa para realizá-lo.

1. O tamanho


Para os gatos, uma caixa de areia pequena é tão ruim quanto um banheiro de ônibus ou de avião para nós. É importante que ele consiga se virar sem ficar batendo nas laterais e tenha liberdade de movimentos para cavar sem precisar pisar para fora da caixa.
2. A areia

Gatos gostam de cavar, sentir a areia nas patinhas, fazer um montinho. Se ele não faz isso, provavelmente não gosta da areia que está usando. Não existe um material universal que todos os gatos gostem, mas a maioria prefere areias finas que não machucam as patas e têm textura que facilita para cavar. O principal é que a areia não tenha cheiro e não levante poeira (a poeira da areia sílica é a pior de todas para o pulmão deles – e o nosso).

3. A localização

Como nós, gatos têm boas noções de higiene e odeiam comer ou dormir perto de onde fazem as necessidades. De preferência, a caixa de areia deve estar em um cômodo a parte de onde fica a comida, água e caminhas. Uma solução que costuma dar certo para quem mora em apartamentos pequenos é colocar a caixa no banheiro.

4. A cobertura


Para nós, parece uma ótima ideia cobrir a caixa de areia e escondê-la em algum cantinho sombrio da casa. Porém, para os gatos, caixas de areia com cobertura são o mesmo que aqueles banheiros químicos de festa para nós. Além de serem apertadas, essas caixas ficam com odor extremamente forte por dentro. Não importa que tenham filtro de carbono, tela para escorrer o xixi ou, o pior, grades para girar a caixa e peneirar a areia, essas coisas só evitam que o cheiro saia da caixa.

5. A sujeira

É extremamente desconfortável, para humanos ou gatos, chegar no banheiro e descobrir que alguém usou antes de você e não puxou a descarga. A diferença é que os gatos não podem puxar a descarga, nós temos que fazer isso por eles. Manter a caixa de areia limpa é importante inclusive para a saúde dos bichanos, já que pode acumular amônia, moscas e bactérias. Recolha as fezes assim que puder e evite deixar que a areia fique úmida – imagine que desconfortável ter que pisar nisso sem sapatos!

6. Ter que dividir


A regra de ouro é: tenha uma caixa de areia para cada gato da casa e uma extra. Gatos gostam de privacidade e jamais dividiriam o banheiro num ambiente natural.

7. Acessibilidade ruim


Quando está fazendo as necessidades, o gato está vulnerável. Pois isso, principalmente em casas com mais de um animal, é importante que ele consiga entrar e sair rápido da caixa caso precise. Pense assim: “se outro gato vier incomodá-lo, ele tem por onde sair ou ficará encurralado?” Isso é fácil de resolver: é só evitar colocar a caixa num canto, gire-a para que fique na diagonal ou afaste um pouco de uma das paredes.

8. Pouca areia

Todo o ritual da caixinha envolve esconder as necessidades, portanto é extremamente importante que o gato tenha areia suficiente para fazer isso. Vá experimentando quantidades diferentes para ver o que seu peludo prefere.

9. Coisas grudadas nos pelos e patas


É irritante sair do banheiro com um pedaço de papel grudado no sapato – imagine o quanto não seria pior sair com qualquer coisa grudada direto no corpo. Uma forma de evitar isso é manter a caixa sempre limpa. Os gatos também ficam incomodados com areia nos pelos e patas, principalmente os de pelo longo. Nesse caso, mudar a areia é o melhor caminho, mas também pode ser útil colocar um tapete na saída da caixa que sirva para reter os grãozinhos ou a umidade das patas.

10. Falta de atenção em caso de necessidades especiais

Para gatos filhotes, idosos, doentes ou com dificuldades de locomoção, é necessário fazer adaptações extras. Para esses animais, é melhor que a borda da caixa seja bem baixinha. Gatos idosos podem preferir areias mais finas e em menor quantidade para conseguirem firmar as patas. Gatos doentes ou machucados podem preferir a caixa mais perto de onde ficam. Cada gato é um gato, observe seu peludo para compreender o que ele precisa.

Fotos e Fonte evitomthai, abbamouse, Wicker Paradise, Tracie Hall, Jocelyn Durston, Jennifer.
Gatinho Branco.com

2017

2017