=‘•..•’= O Gato se esconde atrás de sua ferocidade para se proteger...mas se observarmos com o coração podemos decifrar sua real personalidade e perceber a doçura que se esconde profundamente em teu olhar =‘•..•’=...by VGitana Bastet

⇩Postagens

⇩Postagens

10 dicas para montar uma árvore de natal à prova de gatos (e segura)!



Seu gato fica fascinado pela sua árvore de Natal? Ele fica tão intrigado que a escala e bate nos penduricalhos e enfeites? Talvez ele até já tenha chegado perto de derrubar a árvore inteira! Manter seu gato curioso longe da árvore de Natal é uma boa ideia para todos os envolvidos, pois evita que o gato se machuque e diminui o risco de danos às pessoas e aos objetos próximos da árvore.



1- Comece com sabedoria. 

Considere o tipo de árvore a ser usada na decoração. Árvores de Natal de verdade (pinheiros) são muito mais perigosas para o gato do que as artificiais. Isso porque os espinhos da árvore de verdade são afiados e podem furar a pele de um gato curioso demais. Além disso, os espinhos de pinheiro são, por si só, irritantes e tóxicos se mastigados (dependendo da espécie da árvore). Da mesma forma, mastigar uma árvore artificial não é tão saudável; por isso, equilibre os seguintes fatores: a escolha do tipo de árvore e a forma como você pretende manter a árvore longe do gato.
Para isso, siga os próximos  Passos.

Pense no tamanho da árvore. Uma árvore pequena é mais segura do que uma árvore grande, pois menos objetos quebrarão se as coisas não se saírem bem. Caso o gato em questão seja filhote, uma árvore de mesa é a escolha adequada até que ele cresça e deixe de ser tão curioso.
Se você escolher uma árvore de verdade, compre também um recipiente de água para a árvore, mas que seja completamente inacessível ao gato. Se ele tentar bebê-la, correrá risco de envenenamento.
Para os gatinhos pequenos, enrole papel-alumínio ao redor do tronco. Como eles não gostam de arranhar alumínio, isso evitará que eles escalem a árvore.

2- Escolha uma base forte e sólida para segurar a árvore.

Cautela nunca é demais quando se seleciona a base da árvore; escolha uma que permaneça firme no lugar. Isso é importante também para a segurança das crianças. Peça informações ao revendedor sobre as opções disponíveis na loja.
Mesmo a árvore artificial deve ter uma base firme e sólida.
Use uma saia de árvore para esconder medidas de segurança na base da árvore (incluindo os itens elétricos; veja a seguir).
Apesar de a base sólida evitar acidentes, é bom prender a árvore na parede ou no teto para impedir que ela caia caso seu gato puxe ou pule nela. Você pode colocar um ganchinho no teto e amarrar a árvore com um fio de nylon, por exemplo, para evitar que seja derrubada.

3- Escolha um local seguro para a árvore.

Reserve bastante espaço ao redor da árvore para que ela não fique muito perto de objetos que o gato possivelmente escale. Se houver prateleiras ou mobílias que sirvam de trampolim, é muito provável que o gato se aproveite delas para saltar até a árvore. Coloque a árvore num espaço vazio para dificultar ou impossibilitar esses saltos.
Se possível, monte a árvore em um aposento que possa ser fechado à noite ou quando não houver ninguém para manter o gato longe da árvore. Obviamente, isso nem sempre é possível; porém, se for uma opção, aproveite.
Se a árvore for menor do que 1,80 m, será útil usar fita adesiva para prender as pernas do suporte em um pedaço largo de madeira compensada e depois colocar a árvore inteira sobre uma mesa pequena, mas resistente. Tal medida mantém a árvore acima do nível do gato, diminuindo seu interesse. Claro que você ainda precisará garantir que a árvore está longe de qualquer ponto que o gato possa usar para saltar.

4- Considere a possibilidade de não decorar a árvore no início.

A lógica por trás disso é dar um tempo para ajustar a árvore, assim como fazer seu gato aprender a deixar a árvore em paz. Ele investigará a árvore e se acostumará com a presença dela, antes que ela esteja decorada. Tente ser firme e dizer NÃO sempre que ele tentar tocar na árvore. Aos poucos, vá decorando a árvore. Alguns enfeites por dia, assim será mais fácil do seu gato não notar a mudança brusca e talvez não gere interesse.


5- Deixe seu gato em outro cômodo quando for decorar a árvore.

Já é muito difícil lidar com árvores, enfeites e ornamentos frágeis sem ter gatos correndo atrás de você e batendo nos objetos que você tenta pendurar com cautela. O gato achará que você está brincando com ele; por isso, é mais fácil mantê-lo longe até terminar tudo.
Se o gato estiver por perto durante o processo de decoração, resista à tentação de provocá-lo com os enfeites. Fazer isso só vai incentivá-lo a encarar essas coisas brilhantes como brinquedos e objetos para bater na hora que quiser.


6- Escolha enfeites menos atraentes para o gato.

Alguns enfeites serão irresistíveis porque brilham, piscam, balançam e se acendem. Por outro lado, existem enfeites mais discretos, menos brilhantes ou mais foscos. Objetos que não balançam muito também serão menos atraentes para o animal. Feltro, papel e decorações simples são a melhor escolha. Além disso, evite tudo que balança ou gira muito.
Nunca coloque objetos com erva-do-gato na árvore. É um chamativo e tanto para os gatos.
Evite certos enfeites. Ouropel é extremamente perigoso para gatos, pois eles o mastigam e engolem. Assim, não é recomendado para casas com gatos, pois causa asfixia ou outros problemas internos, como obstrução intestinal. Da mesma forma, fitas e outras peças compridas que balançam na árvore são letais. Neve artificial é tóxica e não deve ser usada no caso de animais de estimação e crianças pequenas.
Recomenda-se que não se usem velas de verdade em uma árvore quando houver animais de estimação. Algo pode facilmente dar errado apenas com uma patada na chama próxima a algum produto inflamável.
Se você gosta de decorar a árvore com comida, cuidado com o que colocar. Chocolate é tóxico para gatos, mesmo o cheiro sendo tentador para eles. Muitos doces também não são saudáveis.


7- Coloque os enfeites mais delicados, sedutores e perigosos no alto da árvore.

Prefira os dois terços superiores da árvore. É menos provável que o gato alcance as partes mais altas da árvore (desde que você garanta que não há objetos próximos dos quais o gato pode saltar); então, isso ajudará a manter esses objetos em segurança. Ouropel, se usado, deve ser colocado no alto, uma vez que pode ser arrastado por um gato curioso e, como já mencionado, se for ingerido, pode ficar preso no estômago ou no intestino. Algumas pessoas optam por nem decorar o terço inferior da árvore. Dessa forma, não haverá nada que interesse aos olhos do gato.
Alguns gatos não conseguem se conter; eles escalarão qualquer coisa que você fizer. Se seu gato é assim, então evite pendurar peças delicadas ou muito perigosas na árvore.

8- Pendure os enfeites na árvore de forma segura, de modo que eles não desgarrem ou caiam.

Use ganchos de metal para prender os enfeites na árvore e evite cordas, elásticos ou qualquer outra coisa que os deixe balançando. Após decorar os enfeites, puxe-os para verificar se estão bem presos e garantir que estão difíceis de se soltar.
Pendure os enfeites com cabidinhos próprios de arame. Use um alicate para prender o gancho em torno do ramo, de modo que o enfeite não balance nem se solte quando puxado.

9- Cuidado com fios elétricos e lâmpadas.

A árvore de Natal fica completa quando as luzes se acendem, mas os fios podem ser tentadores para um gatinho curioso. Passe uma fita para esconder os fios e evitar que o gato alcance a fonte de energia ou as tomadas. Não deixe fios pendurados – enrole-os ao redor da base ou da árvore. Também é útil cobrir os fios expostos com capas de fios ou tubulações para evitar que o animal os mastigue.
Conecte as luzes da árvore a uma extensão coberta e prenda-a na tomada com fita isolante. Para desligar, tire a extensão da tomada.
Prefira fios que interrompem a corrente automaticamente quando danificados.
Sempre desligue as luzes da árvore de Natal quando não houver nenhum adulto responsável na sala.

10- Agora é só relaxar e curtir!

Você já fez tudo que podia para proteger sua árvore e deixá-la segura para seu gato. Alguns gatos subirão em qualquer árvore que você montar; desde que você tenha tomado as precauções, é melhor aceitar esse fato e deixar para lá. Decida tornar este o Natal do seu gato, e decida que você não ficará frustrado tentando ser mais esperto que seu gato neste Natal. Desde que você tenha garantido que a árvore não será derrubada e que os enfeites estão devidamente presos nos galhos, você será capaz de lidar com a possibilidade de o gato saltar na árvore. E, se isso acontecer, esteja pronto para tirar fotos dele dormindo nos galhos da árvore de Natal – não se esqueça de sorrir!

Dicas

Não passe nenhum produto em uma árvore que tenha circuitos-elétricos conectados a ela. Água e eletricidade juntas podem causar incêndios.
Vigie seu gato muito de perto. Impeça que o animal mastigue o fio do pisca-pisca e tome um choque. Qualquer coisa luminosa e que balance chama a atenção dos gatos.
Prefira enfeites de plástico em vez de vidro. Além disso, torça o ganchinho de arame ao redor do galho em vez de apenas pendurá-lo.

Você pode colocar papel contact transparente, com o lado adesivo para cima, debaixo da árvore. Gatos não andam em superfícies pegajosas.
Distraia seu gato. Distribua brinquedos que ele goste no mesmo aposento da árvore e coloque o arranhador perto dela. Esses objetos tiram sua atenção da árvore.
Mantenha o gato longe dos presentes para que ele não rasgue os embrulhos.
Tente usar cerca de bebê. Dessa forma, os gatos não chegarão perto da árvore, mas ainda poderão explorar a casa. A cerca de bebê pode até ser pintadas para deixá-la menos feia. Decore-a também!

Fonte: Wikihow.com

2017

2017