=‘•..•’= O Gato se esconde atrás de sua ferocidade para se proteger...mas se observarmos com o coração podemos decifrar sua real personalidade e perceber a doçura que se esconde profundamente em teu olhar =‘•..•’=...by VGitana Bastet

⇩Postagens

⇩Postagens

Porque é que os gatos gostam tanto de caixas?


Há muito que a Ciência tenta desvendar o porquê de os gatos gostarem tanto de caixas de cartão. Apesar de ainda não haver uma resposta definitiva, a revista Wired compilou algumas teorias.

A paixão dos gatos por caixas é bem conhecida. Caixas pequenas, grandes, quadradas ou retangulares. Tanto faz. O que interessa é que sejam caixas. E quanto mais pequenas melhor. Mas, à semelhança de muitas coisas estranhas que os gatos fazem, a Ciência ainda não conseguiu desvendar o porquê de estes felinos gostarem tanto de embalagens feitas de cartão. Contudo, isso não impediu os biólogos comportamentais de procurarem teorias que expliquem este fenômeno.

A caixa, um lugar seguro

É certo e sabido que os gatos se sentem confortáveis e seguros em espaços fechados. Sempre que um gato se encontra perante uma situação estressante, procura esconderijo dentro de uma caixa ou de um espaço apertado. Foi tentando provar esta premissa que a investigadora Claudia Vinkle da Universidade de Utreque, na Holanda, decidiu estudar os níveis de stress em gatos que vivem em abrigos para animais.

Para o estudo, Vinkle arranjou caixas para um grupo de recém-chegados ao abrigo. Ao compará-lo com um outro grupo que não tinha caixas, a investigadora pôde tirar algumas conclusões. Vinkle descobriu que os gatos que tinham caixas conseguiam adaptar-se muito mais depressa a um novo ambiente, eram menos ansiosos e interagiam mais com humanos. Isto deve-se ao facto de, como a investigadora explicou à Wired, a primeira reação dos gatos perante uma situação estressante é esconderem-se. Trata-se de “uma estratégia comportamental” que os ajuda a lidarem com as mudanças do meio envolvente. E isto é tão verdade para gatos domésticos, como para gatos selvagens.



A caixa “anti-social”

Os gatos não são bons a resolver conflitos. É mais provável que um gato fuja perante uma adversidade do que a enfrente e a resolva. Neste sentido, as caixas representam “uma zona segura”, um local onde é possível manter a ansiedade e os conflitos afastados, como refere a Wired.

Caixas ou sapatos, tanto faz

Mas não é só de caixas que se faz a vida de um gato. Lavatórios, sapatos, tigelas, sapatos e até canecas. Qualquer espaço apertado parece ser suficientemente confortável para um gato. E porquê? A resposta parece estar na temperatura. A temperatura ambiente ideal para um gato doméstico encontra-se entre os 30 e os 36 graus Celsius. Esta é a temperatura em que os gatos se sentem “confortáveis”. Não é, por isso, de admirar que tenham uma predileção por lugares quentes, como o alcatrão das estradas durante o verão ou os espaços apertados lá de casa, que podem servir para isolar o calor.



Fonte: Revista Wired 
             Observador

2017

2017