=‘•..•’= O Gato se esconde atrás de sua ferocidade para se proteger...mas se observarmos com o coração podemos decifrar sua real personalidade e perceber a doçura que se esconde profundamente em teu olhar =‘•..•’=...by VGitana Bastet

⇩Postagens

⇩Postagens

Gatos pretos e as superstições de Halloween



Entenda como surgiu o mito de que os bichanos são criaturas que atraem mau agouro durante o Dia das Bruxas -

Donos de olhos brilhantes durante a noite, pelo eriçado e presas afiadas, muitos gatos domésticos acabaram levando a fama de serem criaturas malígnas. É provável que o mito tenha se fortalecido ao longo dos séculos, por conta dos seus antepassados, na Idade Média. Os exemplares de pelagem preta sofriam ainda mais preconceito e eram culpados por todas as tragédias imagináveis, desde pestes a períodos de fome.

Vistos antigamente como acompanhantes das bruxas e demônios, os gatos pretos despertavam temor nas pessoas, que não suportavam nem cruzar o seu caminho. A facilidade com que os animais se moviam na escuridão e seu miado assustador também contribuíram para o mito se fortalecer ao longo dos anos.

Acredita-se que os marinheiros foram os que mais ajudaram a promover a ideia de que os felinos tinham poderes sobrenaturais. Eles acreditavam que os gatos podiam prever tempestades e até situações desfavoráveis para a navegação. Caso o animal desse um miado muito alto, por exemplo, a tripulação compreendia que a viagem seria muito difícil, enquanto se ele espirrasse, haveria chuvas em breve.

Os gatos pretos na Idade Média eram tão temidos que ninguém se atrevia a maltratá-los, com medo das consequências vindas do além. Dentro do navio, por exemplo, caso um marinheiro jogasse um bichano no mar, era sinal garantido de que uma tempestade muito forte afundaria o barco.


Em terra firme o temor pelos bichanos também permanecia. Reza a lenda que eles auxiliavam as bruxas em suas poções e matá-los era garantia de muitos anos de azar. Aliás, os que tinham seu caminho cruzado por um gato preto e nada lhes acontecesse, certamente, indicava que o indivíduo era protegido por forças ocultas.

Curiosamente, as tais bruxas da Idade Média eram, na verdade, viúvas, que adotavam os gatinhos para lhes fazerem companhia. Mas com as fofocas que ocorriam nos pequenos vilarejos, sobretudo no Leste Europeu, muitas superstições ganharam força. O povo começou a divulgar que as bruxas, inclusive, podiam se transformar em gatos para fugir de perseguições e que contavam com a ajuda do demônio para realizarem a magia.

Mas nem só de má reputação viveram os gatos pretos antigos. Em alguns países acreditava-se que os bichanos também poderiam trazer sorte. Na França, corria a lenda de que caso a pessoa sonhasse com um gato de pelagem “casco de tartaruga” ela em breve encontraria um novo amor. Acreditava-se ainda que felinos pretos tinham o faro aguçado, sendo ideais para identificarem tesouros escondidos.

Fonte:
Pet Mag

2017

2017