=‘•..•’= O Gato se esconde atrás de sua ferocidade para se proteger...mas se observarmos com o coração podemos decifrar sua real personalidade e perceber a doçura que se esconde profundamente em teu olhar =‘•..•’=...by VGitana Bastet

⇩Postagens

⇩Postagens

Doenças de Gato: Síndrome Urológica Felina




Você sabia que seu gato precisa se exercitar?  Principalmente se ele for castrado, pois ele pode ficar sedentário e, consequentemente, obeso. Um gato sedentário diminui a frequencia com que bebe água e com que urina, razão pela qual se deve incentivar o gato a brincar para se exercitar e sempre oferecer água fresquinha e de fácil acesso.
Os gatos sedentários podem ter sérios problemas renais, como a urolitíase felina, geralmente chamada como Síndrome Urológica Felina. Trata-se de uma patologia comum que ocorre com igual frequência em gatos de ambos os sexos. Um quadro característico dessa patologia é a tendência à formação de cálculos ao longo do trato urinário. Os cálculos, geralmente, ocorrem na bexiga e variam de tamanho desde partículas arenosas à pequenas pedras.

A obstrução uretral é comum no macho e a cistite e a uretrite, em fêmeas. Os gatos machos são mais predispostos à obstrução uretral, devido à conformação da uretra, que é fina e estreita, enquanto as fêmeas, por terem a uretra curta e larga não são obstruídas, sendo o sintoma mais comum a cistite.
Um gato com urolitíase pode apresentar diversos sinais e sintomas clínicos como a obstrução.
Gatos com obstrução podem vir à óbito, por consequência de acúmulo de três substâncias tóxicas de excreção no sangue, as quais a uréia, creatinina e fósforo.
Os gatos acometidos podem se recuperar de um episódio inicial, mas geralmente apresentam recidiva do quadro.

Portanto, fique atento aos seguintes sinais e sintomas:
- hematúria (presença de sangue na urina);
- polaquiúria (urinar várias vezes pouco volume);
- anúria (diminuição ou ausência da eliminação de urina durante um período mínimo de 24 horas).

Além disso, fique atento, ainda, se seu gato:
- urinar fora da caixa de areia com frequencia;
- entrar e sair da caixa sem urinar;
- micção frequente;
- urinar apenas pequenas quantidades;
- apresentar dificuldade para urinar;
- chorar ao urinar.

O diagnóstico das urolitíases em gatos é baseado nos dados de anamnese e exame clínico, sendo importante a confirmação do mesmo através dos exames complementares como ultra-sonográfico e/ou radiográfico, bem como os exames laboratoriais, como urinálise e urocultura.
Deve-se levar em conta o exame de urina, com especial atenção em relação ao pH urinário, à presença de eventuais cristais e bactérias, e a identificação dos mesmos. No diagnóstico das urolitíases torna-se imprescindível a identificação do tipo de cálculo para que medidas adequadas, em relação ao tratamento, sejam preconizadas.

O tratamento da obstrução, se trata de uma emergência, devido ao risco do paciente vir a óbito, baseia-se no alívio da obstrução, correção dos efeitos sistêmicos da insuficiência renal e na prevenção da recidiva.

Mas ATENÇÃO: O diagnóstico e o tratamento só podem ser feitos por um veterinário. E CUIDADO, essa doença pode ser fatal ao seu felino se não for descoberta a tempo e, geralmente, pode levar ao coma e a óbito de 48 à 72 horas.

Ame seu gatinho, se preocupe e procure ajuda sempre que observar algo anormal.

Fonte: Saudeanimal.com



2017

2017